segunda-feira, junho 06, 2016

Violator: recado para Bolsonaro e contra o golpe de Estado no Brasil.

Surgido nos anos oitenta num amalgama da New Wave of British Heavy Metal com o Punk Rock, o Thrash Metal é mais que um gênero extremo da música pesada. O estilo veio carregado de ideologia política libertária, anti-opressão e anti-sistema herdado das convicções das bandas inglesas do período 1977. Alguns grupos, tendenciosamente, se esqueceram disso e professam valores de direita em suas músicas e posturas. Esse, felizmente, NÃO é o caso do VIOLATOR.

VIOLATOR se posicionando contra a ascenção do fascismo na América Latina.
Formada em 2002 em Brasília, Distrito Federal, o VIOLATOR não esconde por um momento sequer que a banda é de extrema esquerda. "Temos de bater os fascistas de volta ao chão", grita o vocalista Poney nas apresentações do grupo. Entre moshs, stages dives e rodas de insanidade, o grupo passa mensagens anti-capitalistas entre uma e outra música pesada em seus shows. Como os músicos não vivem da banda, ainda que seja um dos grupos extremos brasileiros mais bem sucedidos dentro do Brasil e no exterior, o grupo não pode fazer muitos shows. Como fazer para passar as mensagens adiante?



A banda tem utilizado seu perfil oficial no facebook para postar mensagens anti-fascistas, espalhando a ideologia que defendem. Sem medo da repressão e demonstrando união de ideais, a banda ainda deu um recado ao deputado do PP Jair Messias Bolsonaro, que já chegou a defender a ditadura militar e estupradores em discursos. Ainda que críticos ao governo do PT representado pela presidenta eleita Dilma Rouseff, o grupo abomina a gestão interina de Michel Temer do PMDB, a qual considera ser fruto de um golpe de estado.

"Não é um golpe militar igual ao dos anos 1960, esse agora é travestido de legalidade, ainda que seja um processo de ruptura no Estado Democrático de Direito", declarou Poney em entrevista ao SWR Barrocelas, de Portugal. À partir dos sete minutos do vídeo acima, o baixista e vocalista do VIOLATOR dá sua opinião sobre o golpe de estado em curso no Brasil: "são as elites tomando de volta o governo que estavam com partidos populistas de esquerda, e talvez o erro desses tenham sido ser populistas".



Com posicionamento estudado em geo-política, o músico é sagaz ao perceber que a América Latina é vítima constante do imperialismo e seus países passam agora por processos semelhantes, igual foi quando os EUA financiaram ditaduras pelas Américas do Sul e Central. A entrevista ainda citou o problema dos refugiados na Europa. Avaliando a situação atual como inquietante, Poney finaliza fazendo um paralelo entre a situação da América Latina e dos europeus "é nos tempos difíceis que o fascismo vêm comer a menta da galera com soluções fáceis (e mentirosas)".

Agora é se esforçar para que os movimentos libertários informem a galera, antes que o fascismo coma a mente da galera e lutar contra a opressão.

VIOLATOR. Fonte: Facebook.
Willba Dissidente agradece a Igor Cavaleira Miranda.

VIOLATOR:

Pedro Poney - baixo e vocal
Pedro Capaça - Guitarra
Márcio Cambito - Guitarra
David Araya - Bateria

Discografia (incompleta):

Killer Instintic (Demo, 2002)
Violent Mosh (Ep, 2004)
Chemical Assault (Cd, Lp, 2006)
Annihilation Process (Ep, 2010)
Raging Thrash (Split com o HIRAX, 2010)
Thrashing the Tyrants (Split com o BANDANOS, 2010)
Scenarios of Brutality (Cd, Lp, 2013)
The Fall of Silence (Split com o FARSCAPE, 2013)

Sites relacionados:
http://www.facebook.com/Violatorthrash
http://violatorthrash.bandcamp.com/
http://twitter.com/#!/violatorthrash
http://www.youtube.com/violatormaniax

13 comentários:

  1. Cara, que bacana ler um texto como esse falando de Thrash, de metal e também de política!
    Ainda há esperança de vida não reaça no metal!
    bom, deixo o convite pra conhecerem meu blog: http://headbangerletrada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segregação política. Vê-se muito disso ultimamente. A esquerda que prega a igualdade e tolerância é exemplo do oposto. Infelizmente é uma grande hipocrisia.

      Excluir
  2. Excelente texto!!! Sem palavras para as atitudes do Violator!! Representaram demais!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Que bosta! Quem são esses caras mesmo?! O que eles sabem sobre Brasil?! Deveriam ficar na deles e continuar fazendo a "música" medíocre que fazem...O Rock é de Direita!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Rock não é de nenhuma corrente, o Rock é contra a opressão e contra bostinhas igual o Bolsonaro.
      Hail Violator!

      Excluir
    2. O Rock não é de nenhuma corrente, o Rock é contra a opressão e contra bostinhas igual o Bolsonaro.
      Hail Violator!

      Excluir
    3. onde vc ve opressão nele? esses esquerdinhas massa de manobra so sabem, bagunça o pais e idolatrar governos que eles acham que os representa mas na vdd só saqueiam o pais

      Excluir
  5. Total apoio ao Violator, também sou blogueiro de rock e metal, e da mesma forma não aceito governo golpista. Minha decisão neste momento foi paralisar meu blog por um certo tempo para poder estar mais ativo contra esse golpe, além d estar ocupado com coisas pessoais, mas postei na minha página mensagens para brasileiros e gringos sobre o golpe. Meus blogs são: http://barbaro-do-sul.blogspot.com.br/ e http://metalicattack.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parabéns! Essa banda representa os verdadeiros valores do Rock e Metal!

    ResponderExcluir
  7. O idiota só falou bosta, a gente não liga para dinheiro kkkkk, estes esquerdistas só enganam troxas igual a eles, kkkk farofeiros dá porra, lixo...

    ResponderExcluir
  8. Excelente banda, competentes pra caramba e ainda de esquerda. Sensacional

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkk quanta esquerdalha massa de manobra. Vejo várias falhas em seus argumentos, "Bolsonaro fascista"?? Puta que pariu né. Vocês tem muito é que estudar, senão só servirão como peões para os que estão no poder. Espalhar mentiras é fácil né, dizer que ele apoia ditadura militar e estupradores. Isso me lembra Maria do Rosário, processando o único político que realmente quer ver estuprador na cadeia morfando e pagando pelos crimes. É realmente uma pena esse Marxismo Cultural no Brasil...
    Mesmo assim continuo ouvindo Violator, pois sei que, assim como a maioria dos esquerdistas, são apenas coitados doutrinados pelo sistema que tanto falam que são contra.

    ResponderExcluir